São Paulo – A Apple perdeu um posto que sustentava há 7 anos: o de melhor fabricante de notebooks. A empresa liderada pelo CEO Tim Cook perdeu a ponta no ranking anual feito pela revista Laptop. Quem assume o lugar agora é a chinesa Lenovo. Agora, a Apple aparece apenas na quinta posição, junto à taiwanesa Acer.

Desde 2010, a Apple dominava o primeiro lugar do ranking da Laptop. Segundo a revista, a companhia ficou na quinta posição, devido à falta de entradas USB em seus notebooks e o preço alto dos produtos. “MacBooks são finos, poderosos e bem construídos, mas você vai precisar de uma pilha de dinheiro e uma bolsa de adaptadores.”

Vale ressaltar que a lista é referente ao ano de 2016, quando a Apple lançou o MacBook Pro com Touch Bar. O mais novo notebook da marca não possui portas USB tradicionais, apenas quatro entradas Thunderbolt 3 USB-C, que podem ser usadas para recarregar a bateria ou transferir dados. Não é possível conectar o iPhone 7 ao MacBook Pro, por exemplo.

Além dos pontos negativos, a Laptop ressalta que a Apple é inigualável quando o assunto é suporte e opções de garantia para seus clientes. Por isso, a empresa ainda está entre os cinco primeiros colocados do ranking.

No caso da ascensão da Lenovo, a revista aponta três motivos. O primeiro é a bateria duradoura, citando a linha ThinkPad que tem três notebooks com baterias que aguentam mais de 17 horas de uso. O segundo é o visual deslumbrante, como a tela sem bordas do Yoga 910. Finalmente, o suporte ao cliente da companhia melhorou consideravelmente, de acordo com a revista.

No segundo lugar do ranking aparece a Asus, que é considerada a melhor opção para quem busca boa configuração e preços baixos. A Dell caiu para a terceira posição (na lista anterior estava em segundo), mas ainda é colocada como uma fabricante que tem notebooks funcionais com design inovador.

O ranking da Laptop foi criado a partir de seis critérios: design, suporte técnico, inovação, preço, garantia e pontuação creditada na análise dos produtos de cada companhia. São levados em consideração notebooks lançados entre fevereiro de 2016 a fevereiro de 2017. No final, um resultado de 0 a 100 pontos é calculado.

Além das marcas já citadas, Razer, HP e MSI também aparecem na lista. É a primeira vez que a Razer entra no ranking, pois a empresa “se tornou um jogador suficientemente grande na indústria para ser avaliado”, segundo a revista. A japonesa Toshiba ficou de fora, já que a companhia parou de vender seus notebooks no mercado norte-americano.

Confira o ranking da revista Laptop abaixo.

No total, dez empresas são citadas no ranking. Samsung aparece apenas em nono lugar, pois a maior parte dos notebooks da companhia são classificados como medianos pela Laptop. “Os recursos de suporte técnico da empresa também são decepcionantes.”

Em última posição está a Microsoft. Apesar de a empresa ser conhecida pelo seu sistema operacional, o Windows, ela produz pouco em questão de hardware. A Laptop ainda assim afirma que os notebooks 2 em 1 da marca são boas escolhas.

FONTE: EXAME
http://exame.abril.com.br/tecnologia/apple-nao-e-mais-a-melhor-fabricante-de-notebook-segundo-ranking/